quinta-feira, 10 de julho de 2014

Ovos : Parte 1 - Corpo e Saúde



O ovo é um alimento rico em proteína e outros nutrientes como: ferro, zinco, fosforo, manganês e potássio. Ele faz parte das vitaminas do complexo B.

Ovo traz benefícios como: 
  • Em outro estudo, os pesquisadores descobriram que pessoas que comem ovos todos os dias reduzir o risco de desenvolver cataratas, também por causa da luteína e zeaxantina em ovos.
  • Um ovo contém 6 gramas de proteína de alta qualidade e todos os nove aminoácidos essenciais.
  • De acordo com um estudo da Harvard School of Public Health, não há nenhuma ligação significativa entre o consumo de ovo e doenças cardíacas . Na verdade, de acordo com um estudo, o consumo regular de ovos pode ajudar a prevenir coágulos sanguíneos, acidente vascular cerebral e ataques cardíacos .
  • Uma gema tem cerca de 300 microgramas de colina. A colina é um nutriente importante que ajuda a regular o cérebro, sistema nervoso e sistema cardiovascular.
  • Eles contêm o tipo certo de gordura. Um ovo contém apenas 5 gramas de gordura e apenas 1,5 gramas de que a gordura saturada.
  • Nova pesquisa mostra que, ao contrário da crença anterior, o consumo moderado de ovos não tem um impacto negativo sobre o colesterol. De fato, estudos recentes têm demonstrado que o consumo regular de dois ovos por dia não afeta o perfil lipídico de uma pessoa e podem, de fato, melhoram-o. A investigação sugere que a gordura saturada que aumenta o colesterol, em vez de colesterol dietético.
  • Os ovos são um dos únicos alimentos que contêm naturalmente a Vitamina D.
  • Os ovos podem prevenir o câncer de mama . Em um estudo, as mulheres que consumiam pelo menos seis ovos por semana reduziu o risco de câncer de mama em 44%.
  • Ovos promover o cabelo saudável e unhas por causa do seu elevado teor de enxofre e grande variedade de vitaminas e minerais. Muitas pessoas acham que o cabelo cresce mais rápido após a adição de ovos à sua dieta, especialmente se eles foram anteriormente deficiente em alimentos que contenham enxofre ou B12.


Engorda ou emagrece?
O ovo, em média, tem 77 kcal em sua forma cozida na água. Já o frito em óleo, tem o seu valor calórico em 128 kcal e a sua gordura aumenta em 40%. Assim, dá para ver que ele não é um tremendo vilão – o ideal é sempre preferi-lo na forma cozida. “Na verdade, pela sua alta porcentagem de gorduras monoinsaturadas, ele pode até ajudar a emagrecer. Isso porque elas ajudam a queimar as insaturadas, que são difíceis de eliminar”, acrescenta Daísa. Mas, também por esse motivo de ter muita gordura, fique atenta à quantidade. 

O ovo também possuí vitamina A que tem efeito antioxidante, está relacionada ao zinco e cálcio e é essencial para a visão, sistema imunológico, pele e saúde óssea. Já a vitamina E também tem ação antioxidante. A vitamina D está muito presente no ovo, 50 gramas possuem 41 UI, e é responsável pela saúde óssea. Ela também auxilia na secreção de insulina e síntese e secreção de hormônios da tireoide. 

Outro nutriente presente no ovo é o triptofano que participa da síntese de serotonina, importante na modulação do humor e bem estar. A albumina presente na clara é interessante por ser uma proteína com grande biodisponibilidade. Porém, ao contrário do que muitos acreditam, o consumo de altos índices de albumina não contribui para o aumento da força muscular. 

Bom para o cérebro: O ovo é uma das principais fontes de colina na dieta. Ela irá proporcionar uma série de benefícios para o cérebro. Isto porque a colina é necessária para a síntese de fosfolípides, componente de todas as membranas celulares, que é importante para o desenvolvimento cerebral e da memória. Outro benefício da colina é que ela é utilizada na síntese da acetilcolina, neurotransmissor que auxilia a memória e a concentração. 

Previne doença de Alzheimer: O alimento ajuda na prevenção da doença de Alzheimer porque possui a colina utilizada para a síntese da acetilcolina, neurotransmissor importante para a memória e concentração. À medida que a doença de Alzheimer evolui a acetilcolina é destruída, portanto consumir a substância precursora do neurotransmissor ajuda na reposição.  

Bom para gestantes: A colina presente no ovo é importante para as gestantes, pois reduz os riscos de problemas no fechamento do tubo neural do feto que é necessário para elaborar a calota craniana e a coluna vertebral do pequeno. Porém, ele não deve ser consumido cru ou com a gema mole, pois há o risco de infecções intestinais como a salmonela.



Efeito antioxidante: O ovo possui nutrientes com ação antioxidante como os carotenoides, a vitamina A e E, o ácido fólico, o zinco, o magnésio e selênio. Eles irão proteger as células das ações lesivas dos radicais livres e evitar o envelhecimento celular.  

Ajuda a visão: O ovo possui as substâncias zeaxantina e luteína, carotenoides importantes porque têm efeito antioxidante e também protegem os olhos da ação da luz evitando a degeneração macular que ocorre com o passar da idade.  

Quantidade diária recomendada de ovo
A quantidade recomendada é um ovo por dia. Isto equivale a cerca de 50 gramas que possuem 178 miligramas de colesterol. Esta porção do alimento ainda está dentro da orientação sobre consumo diário de colesterol, que não deve passar de 300 miligramas. 

Como consumir o ovo?

O ovo cozido é muito saudável.
A melhor maneira de consumir o ovo é cozido, pois assim não há o acréscimo de gorduras e aumento de calorias. Porém, ele também é uma opção interessante como omelete feito com pouco ou sem óleo em uma frigideira antiaderente. 



O ovo não pode ser ingerido cru ou frito com a gema mole, isto porque há o risco de infecções intestinais como a salmonela. Portanto, fique atento para as maioneses caseiras e mousses. Outra questão é que o calor inativa enzimas causadoras de fatores que comprometem a nutrição, são eles: avidina, que impede a absorção da biotina, vitamina do complexo B, ovomucóide ou ovoinibidor, inibidores de enzimas digestivas e ovotransferrina, que não permite a absorção do ferro. 

O ovo caipira é mais saudável do que o convencional, pois possui maior quantidade de carotenoides que tem uma importante ação antioxidante e evita a degeneração macular. 

Como armazenar o ovo: É importante que o ovo seja armazenado em local fresco e arejado, preferencialmente na geladeira. É interessante que ao ser colocado no refrigerador o alimento não fique na porta, pois ele pode ficar próximo da resistência do eletrodoméstico e ser exposto ao calor o que aumenta o risco de proliferação de bactérias. 

Como escolher o ovo: Ao comprar o ovo é importante ficar atento a validade do alimentos e notar se a casca está íntegra, sem trincas, rachaduras e sujeiras. Também observe a procedência do alimento, tome cuidado com ovos vindos de criações caseiras, pois a alimentação da galinha compromete os nutrientes presentes no ovo. Na hora da compra note se a embalagem está nova e limpa e ela deve possuir o nome do produtor com o CNPJ e carimbo de inspeção oficial. 

Compare o ovo com outros alimentos
Por ser rico em proteínas, o ovo é uma ótima alternativa para os vegetarianos. Uma unidade, com cerca de 50 gramas, substitui um bife de carne vermelha com o mesmo tamanho. O primeiro possui 6,5 gramas de proteína e 50 gramas de fraldinha contam com 8,8 gramas de proteína. Ainda que o ovo tenha um pouco menos do nutriente, ele é interessante porque a clara possui a albumina, um tipo de proteína com grande biodisponibilidade. 

O ovo de codorna é tão bom para a saúde quanto o de galinha. Cinco ovinhos do pássaro equivalem a um de galinha. Contudo, a mesma quantidade de ovos de codorna possui mais colesterol do que o ovo de galinha. Enquanto, 50 gramas de ovos codorna contam com 284 mg de colesterol, 50 gramas de ovos de galinha possuem 178 mg. 

Contraindicações
Alguns estudos sugerem uma associação de risco entre o consumo de ovo e pacientes diabéticos. Ainda são necessários mais pesquisas para comprovar se há relação ou não, portanto é interessante que portadores da doença conversem com seu médico sobre ingerir o alimento. Pessoas com o colesterol elevado também devem consultar o médico sobre o consumo do ovo. 

Por ser uma fonte de proteínas, a orientação é não combinar o ovo com outros alimentos ricos no nutriente. Portanto, evite ingeri-lo com a carne e laticínios.  

Riscos do consumo excessivo
O consumo de mais de um ovo por dia não é interessante porque ultrapassa o limite diário do consumo de colesterol. Dois ovos possuem 356 ml de colesterol e a quantidade recomendada é 300 ml. Caso queira comer mais de um ovo, a orientação é fazer a preparação com uma unidade e apenas a clara do outro ovo, assim você diminui a quantidade de colesterol ingerida. 



Pessoal espero que tenham gostado do post, bjs.